Música toma conta do Passeio Público

0
84
Inaguração do coreto do Passeio Publico com apresentação do show “Acordeom Brasileiro”com Marina Camargo no acordeom, Marcelo Pereira no baixo e traz o baterista convidado Fábio Charvet - Curitiba, 18/01/2020 - Foto: Daniel Castellano / SMCS

Inaguração do coreto do Passeio Publico com apresentação do show “Acordeom Brasileiro”com Marina Camargo no acordeom, Marcelo Pereira no baixo e traz o baterista convidado Fábio Charvet – Curitiba, 18/01/2020 – Foto: Daniel Castellano / SMCS

Inaguração do coreto do Passeio Publico com apresentação do show “Acordeom Brasileiro”com Marina Camargo no acordeom, Marcelo Pereira no baixo e traz o baterista convidado Fábio Charvet – Curitiba, 18/01/2020 – Foto: Daniel Castellano / SMCS

A 37ª Oficina de Música de Curitiba chegou ao Passeio Público neste sábado (18/1). Um coreto foi montado especialmente para receber as programações musicais durante toda a semana, até o próximo domingo (26/1).

O prefeito Rafael Greca acompanhou o show do Trio Acordeom e conheceu uma outra atração da Oficina, o realejo do músico francês Jean Marie Olive, que ao lado do carrossel das crianças contribuiu para um clima nostálgico ao primeiro parque da cidade.

“O antigo parque de 1886 volta a ter a presença dos poetas, dos artistas, dos músicos. Volta a ter um coreto e o necessário respeito à natureza”, disse o prefeito.

“É a volta da antiga tradição dos concertos ao ar livre. Esse foi o jardim dos nossos poetas. Existia aqui um coreto e as famílias vinham ouvir música no Passeio”, contou o prefeito.

Inaguração do coreto do Passeio Publico com apresentação do show “Acordeom Brasileiro”com Marina Camargo no acordeom, Marcelo Pereira no baixo e traz o baterista convidado Fábio Charvet – Curitiba, 18/01/2020 – Foto: Daniel Castellano / SMCS

Além da apresentação no coreto, o público presente pôde conferir a beleza musical do realejo, outra tradição dos antigos parques e que foi reavivada pela Oficina de Música. A convite da organização, o músico Jean Marie trouxe o seu “limonaire” (como se diz em francês), de 1903.

A caixa musical é herança do avô. Com ela, o músico que mora em Avignon, na França, percorre vários países e canta sucessos de grandes nomes da música francesa, como Édith Piaf e Charles Aznavour.

O mítico instrumento, pelo qual o som é reproduzido por meio de uma manivela e cartões perfurados, fez o prefeito lembrar de seu pai. “O realejo é uma espécie de tataravô do computador”, comparou.

“Meu pai era professor de computação eletrônica e cuidou do primeiro computador da Universidade Federal do Paraná. Minha casa era cheia de cartões de programação, muito semelhantes a esses usados nos realejos. É muito interessante como a música e a matemática são muito próximas. O matemático Pitágoras já dizia que o mundo é feito de música”, completou Greca.

O trio

O coreto do Passeio recebeu pela manhã o show “Acordeom Brasileiro”, apresentado pelos músicos Marina Camargo (no acordeom), Marcelo Pereira (baixo) e Fábio Charvet (bateria). Eles dão uma nova roupagem ao instrumento, unindo o regional ao moderno, retratando uma nova forma de tocar acordeom. O repertório teve ritmos como xote, milonga, baião, valsa, frevo e choro.

“Foi uma apresentação muito agradável. A Oficina de Música nos dá oportunidade de lazer, aprendizado e inclusão”, observou o gerente regional da Caixa Econômica, Pascoal Zani. A Caixa é patrocinadora do evento. “O Passeio Público é um local histórico. Os shows nos parques ajudam a atrair as famílias, os turistas. É uma forma de democratizar a arte”, comentou Zani.

Estiveram presentes a presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Ana Cristina de Castro; o presidente do Instituto Curitiba de Arte e Cultura, Marino Galvão Júnior; a secretária municipal do Meio Ambiente, Marilza Dias; e o secretário municipal de Esporte, Lazer e Juventude, Emilio Trautwein.

Movimentação

O público gostou da inovação que integra a 37ª Oficina de Música. O casal Fábio e Fabíola Carvalho levou a filha, Aurora, de 1 ano e 8 meses, que dançou e se divertiu junto ao coreto. “Isso é algo para ter o ano todo”, disse Fábio, que mora num dos edifícios próximos ao Passeio.

“As pessoas vão ocupando e se familiarizando com esse espaço e suas atividades”, afirmou ele.

“Achei lindo esse concerto no parque”, disse a bióloga aposentada Elizabeth Linke Silveira. Ela lembra que fez muitas pesquisas no Passeio Público enquanto era professora da Universidade Federal do Paraná e hoje faz caminhadas por lá todos os dias. “Tem tido muita movimentação por aqui. Adoro esse lugar. A gente agradece”.

Houve concerto também no período da tarde. O coreto foi tomado pelo Grupo Tupi Pererê, que promove cultura, educação e música para crianças de todas as idades.

Parceiros

A 37ª Oficina de Música de Curitiba é uma realização da Prefeitura de Curitiba, Fundação Cultural de Curitiba, do Instituto Curitiba de Arte e Cultura (Icac), da Secretaria Especial da Cultura, Ministério da Cidadania e governo federal.

O evento tem patrocínio máster da Caixa Econômica Federal, apoio cultural da Família Farinha, Comunidade Luterana Igreja de Cristo, Igreja Bom Jesus dos Perdões, Universidade Estadual do Paraná (Unespar), Bicicletaria Cultural, Universidade Federal do Paraná, Lamusa – Laboratório de Música Sonologia e Áudio, Sistema FIEP, Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (Proec), HOG The One Curitiba, Solar do Rosário e apoio máster do Teatro Guaíra e Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR).

DEIXE UMA RESPOSTA