Startups apresentam soluções inovadoras para serem aplicadas na cidade

0
63
Prefeito Rafael Greca, e a presidente da Agência Curitiba, Cris Alessi, participam de reunião com as startups Fohat e MidiaCode. Curitiba, 07/08/2019. Foto: Pedro Ribas/SMCS
 
Prefeito Rafael Greca, e a presidente da Agência Curitiba, Cris Alessi, com Celso Coraiola e Robson Lisboa da startup MidiaCode. Curitiba, 07/08/2019. Foto: Pedro Ribas/SMCS

Inovações na área de geração de energia e de transformação digital de conteúdos foram apresentadas pelas startups Fohat e Midiacode ao prefeito Rafael Greca, nesta quarta-feira (7/8), no Engenho de Inovação.  A reunião faz parte de uma rodada de encontros entre o prefeito e startups para discutir soluções de inovação para a cidade.

“A ideia de uma Prefeitura sem papel, que digitaliza seus processos nos agrada muito. Assim como a criação de microgrids para integrar geração fotovoltaica, banco de baterias e rede elétrica para a cidade”, disse Greca.

O objetivo do encontro é conectar a Prefeitura às inovações que estão sendo desenvolvidas pelas startups, dentro do conceito de cidades inteligentes e do Vale do Pinhão. 

“Nessas conversas surgem muitas ideias interessantes para tornar Curitiba uma cidade melhor para viver”, afirmou Greca, que estava acompanhado da presidente da Agência Curitiba, Cris Alessi.

Energia inteligente

A curitibana Fohat, fundada em 2017, desenvolve tecnologias de microrredes de energia inteligentes (microgrid) – que utilizam a tecnologia da informação aliada ao gerenciamento de várias fontes de distribuição de energia.  

Além de negócios no Brasil, a empresa desenvolve, no momento, uma microgrid em Melbourne, na Austrália, no mercado Queen Victoria Market, maior mercado ao ar livre do Hemisfério Sul. A Austrália é um país com muitos problemas de resiliência no sistema de energia, o que significa que, ao invés da transmissão de energia permanecer estável, há picos em que uma quantidade muito grande (ou muito pequena) de energia é injetada, de forma súbita.

A microgrid funciona como um backup, mas ao contrário dos geradores não é usada só em momentos de apagão. A rede inteligente alterna com o fornecimento da rede tradicional, mantendo a transmissão sempre em um nível estável. 

“Unimos geração fotovoltaica com banco de baterias, o que permite reduzir o consumo de energia, maior eficiência energética, resiliência e segurança energética”, explica Renan Schepanski, cofundador e diretor de vendas e marketing da Fohat, que estava acompanhado do fundador Igor Ferreira e a cofundadora Daniela Paes. 

“Esse tipo de solução pode ser adotada por uma cidade como Curitiba”, afirmou Schepanski. A startup é acelerada pela Startupbootcamp.

Transformação de conteúdos

Criada em 2005, a Midiacode trabalha com a transformação digital de conteúdos, informações e serviços, permitindo que dados sejam capturados pelo usuário por meio de QRCode ou geolocalização, por exemplo. 

Robson Lisboa, fundador da empresa, lembra que esse tipo de solução ajuda a conectar população e município, com múltiplas aplicações. Greca diz que é possível pensar em diversas soluções para a cidade com essa plataforma, desde a redução do uso do papel na administração do município até a digitalização dos livros, com a criação de um Farol do Saber virtual.

Durante a visita ao Engenho de Inovação, Greca também conversou com um grupo de oito startups do Worktiba Cine Passeio, que estão elaborando um projeto de revitalização do Passeio Público.

Com Agência de Noticias da Prefeitura Municipal de Curitiba

DEIXE UMA RESPOSTA