A Sociedade Perfeita

0
31
Não tenho partido nem religião.
 
Sou favorável a um modelo político, econômico, cultural e social segundo os princípios recomendados pelo escritor e filósofo francês Saint Yves D’Alveydre.
 
Estes princípios e critérios já haviam sido abordados teoricamente por Platão em sua República, por Campanella em sua Cidade do Sol e por Tomas Morus em sua Utopia, onde os mais sábios, íntegros e virtuosos exerceriam o comando do governo, das autarquias e instituições.
 
Esta sociedade seria constituída de pessoas esclarecidas, independentemente do grupo étnico, político ou econômico a que pertencessem, devendo como indivíduos terem a liberdade, dentro da lei e da ordem, de se manifestarem, sendo donos de sua vontade de modo responsável e educado, e conforme o direito inalienável de ir e vir, de se comportar, julgar e opinar.
 
Deste modelo utópico de sociedade perfeita, chamado Sinarquia, têm saído ramificações de regimes com características próprias aplicados em várias épocas e nações, desde Atenas, na Grécia, com o legislador Sólon e sua auto-governabilidade constitucional, até alguns países da atualidade.
 
Como exemplos disso hoje temos a Suécia e a Dinamarca por sua excelente qualidade de vida;
 
a Islandia, onde um povo digno e politizado exige e obtém, através de manifestações organizadas, o cumprimento de suas reivindicações;
 
a Noruega, que em vez de abrir suas portas à imigração desenfreada , teve a soberania, a ousadia e a determinação de expulsar de seu território aqueles estrangeiros improdutivos que viviam às custas da nação;
 
a Suíça, pela moralização política e administrativa;
 
a ilha de Cingapura, com seu atual modelo de governo, desenvolvimento econômico, jurídico, político e social;
 
a Espanha, com sua monarquia constitucional, cujo parlamento acaba de retirar os juros das hipotecas, para o desespero dos bancos, que querem saber quem vai pagar a conta.
 
Cuba e Canadá, com o seu internacionalmente reconhecido e elogiável sistema de saúde pública, e outros países que já são ou estão a caminho de se transformarem em nações exemplares para o resto do mundo.
 

DEIXE UMA RESPOSTA