Primeira manhã da mostra atrai seis mil pessoas e empolga professores

0
59
Mais de seis mil pessoas participaram da primeira manhã da Expo Educação 2018, no Expo Renault do Parque Barigui. Curitiba, 31/07/2018 - Foto: Luiz Costa/SMCS.

Mais de seis mil pessoas participaram da primeira manhã da Expo Educação 2018, no Expo Renault do Parque Barigui, nesta terça-feira (31/7). Todos os 84 estandes organizados para apresentação de projetos e práticas inovadoras de ensino ficaram lotados de profissionais da rede municipal de ensino, de representantes de instituições parceiras e da comunidade.

Os espaços mais visitados foram os que ofereceram experiências interativas e tecnológicas, com realidade virtual e aumentada. As discussões com especialistas da educação e as palestras sobre abordagem em avaliação de aprendizagem, uso seguro da internet e esporte como fator de inclusão social, com o campeão olímpico de vôlei Emanuel do Rego, também foram bastante prestigiadas. 

“Ficamos muito felizes com a intensa movimentação já neste primeiro dia. Planejamos a Expo Educação com muita dedicação”, disse a secretária municipal da Educação, Maria Sílvia Bacila. O evento, que vai até esta quarta-feira (1/8), ultrapassou 19.500 inscrições e marcou a transformação da antiga Semana de Estudos Pedagógicos (SEP) em uma grande feira interativa, com mostra de projetos e possibilidades de aprendizagens mediados pela tecnologia e pautados na sustentabilidade e na reflexão.

A sensação de mudança foi percebida pelos participantes logo na entrada do evento, com a passagem por uma tenda virtual que oferece uma imersão visual em 360 graus. “Foi de tirar o fôlego. Tenho 23 anos de rede e pela primeira vez me senti assim, muito empolgada em um momento de formação”, disse a professora Rosicléia de Oliveira Santos Bergamini, do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Santa Cândida.

Colega de unidade, a professora Diana Ribeiro disse ter ficado impactada logo na recepção. “Já faz a gente entrar no clima, querer evoluir e conhecer ainda mais sobre como as tecnologias podem ser bem usadas à serviço da educação”, contou Diana.

Novas ideias e inspiração

A oficina de Luzes e Sombras, voltada às atividades lúdicas e educativas com crianças menores de 6 anos, reuniu as professoras Celia Regina Grulke, Rosane Cirilo de Araujo e Fabiana Pfister, do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Jardim Alegre, no Santa Cândida. “Já começamos o semestre com novas ideias para colocar em prática com as crianças”, disse Célia.

Mais de seis mil pessoas participaram da primeira manhã da Expo Educação 2018, no Expo Renault do Parque Barigui. Curitiba, 31/07/2018 – Foto: Luiz Costa/SMCS.

As professoras aprenderam a confeccionar caixas de luz e escolher elementos capazes de criar imagens, sombras e movimento. A lição foi totalmente prática, com a interação total das participantes, assim como deverá acontecer mais tarde, quando elas deverão reproduzir a experiência no CMEI, com as crianças que atendem. “Estamos percebendo ilimitadas possibilidades de ensinar e envolver as crianças, desde muito pequenas, com as tecnologias”, disse Rosane.

Segundo a professora, a Expo oferece ferramentas para serem desenvolvidas de forma inovadora nas unidades escolares, muitas vezes reaproveitando materiais e transformando-os em tecnologia.

Democrática

Na Expo Educação, cada profissional pode escolher as palestras, minipalestras e oficinas práticas das quais quer participar. “É uma alegria encontrar nossos colegas e amigos da rede municipal e ofertar uma feira de possibilidades pedagógicas onde cada um pode criar seu itinerário formativo”, disse a superintendente da Secretaria Municipal da Educação, Elisângela Mantagute.

Percorrendo os corredores com mostras de trabalhos desenvolvidos na educação infantil, no ensino fundamental, na educação especial e na Educação de Jovens e Adultos (EJA), a professora Vilma Aparecida, da Unidade de Educação Integral (UEI) Irati II, no Cajuru, descobriu uma série de ações que ela, mesmo com dez anos de trabalho na rede, não conhecia. “Acabamos com o olhar voltado somente ao que acontece na nossa unidade e área de atuação. Então, esse novo formato de evento serviu para ampliar horizontes e apontar quantos recursos temos à disposição para avançar no trabalho feito dentro e fora de sala de aula”, afirmou Vilma.

Retorno às atividades

Além da mostra de trabalhos e serviços no Expo Renaut, outros espaços do Parque Barigui servem de “sala de aula” para os profissionais da educação, que estão se preparando para o retorno às atividades na próxima quinta-feira (2/8). No Salão de Atos, renomados especialistas se revezaram em discussões.

No caminho até chegar ao espaço dedicado às grandes palestras – são nove temas abordando desafios da educação – os profissionais conheceram os ônibus usados em programas especiais, como o Linhas do Conhecimento e o de atenção e proteção aos direitos da mulher. Também participaram de oficinas culturais e de uma aula de campo sobre sustentabilidade no Jardim de Mel, localizado próximo ao lago do parque, atrás do pavilhão de eventos.  

A Expo Educação vai até quarta-feira (1), com atividades das 8h às 21h e entrada gratuita.

DEIXE UMA RESPOSTA