ESPECIAL COPA: México tenta surpreender adversários em grupo equilibrado

0
7

Mexicanos foram eliminados nas últimas seis edições na fase de oitavas de final

Passar das oitavas de final talvez seja o principal objetivo do México na Copa do Mundo. A seleção foi eliminada nesta fase nas últimas seis edições do Mundial e quer quebrar essa escrita. Os mexicanos iniciam sua caminhada no Mundial da Rússia no grupo F, ao lado de Alemanha, Suécia e Coreia do Sul.

O México estreou em Copas logo na primeira edição, em 1930. Com três derrotas em três jogos, “La Tri” terminou o torneio em último lugar. Voltou a disputar uma Copa apenas em 1950, no Brasil, e novamente foi eliminada na fase de grupos.Seleção mexicana chega à Rússia sob o comando de Juan Carlos Osório, ex-técnico do São PauloApenas em 1958, na Suécia, veio o primeiro ponto em Copas, no empate com País de Gales por 1 a 1. Na edição seguinte, em 1962, no Chile, os mexicanos conseguiram sua primeira vitória, após derrotar a extinta Checoslováquia por 3 a 1. E assim caminharam até 1970, quando sediaram a Copa do Mundo.

Após seis mundiais seguidos, os mexicanos ficaram ausentes em 1974, mas retornaram quatro anos depois. E voltaram a decepcionar. Três derrotas em três jogos e eliminação na primeira fase. Fora da Copa em 1982, o México sediou novamente a Copa do Mundo, em 1986.

Assim como em 1970, quando foi sede, os mexicanos chegaram às quartas de final. Fora da competição em 1990, a seleção disputarou outro Mundial em 1994. Dessa vez, eliminação para a Bulgária, nos pênaltis, nas oitavas. O carma continuou em 1998. Eliminação, novamente para a Alemanha, também na primeira fase mata-mata.

O momento de maior destaque da seleção principal do México ocorreu em 1999, quando conquistou a Copa das Confederações. O título veio com vitória sobre o Brasil na final (4 a 3), no Estádio Azteca.

Em 2002, eliminação para os Estados Unidos, novamente nas oitavas. Em 2006, os argentinos foram os responsáveis pela queda do México. Quatro anos depois, em 2010, a história voltou a se repetir. Os mesmos argentinos eliminaram os aztecas, novamente nas oitavas.

Nas Olimpíadas de 2012, o México voltou a ser protagonista, dessa vez com sua seleção sub-20, ao levar a medalha de ouro no futebol. O adversário da final foi novamente o Brasil, que tinha jogadores como Neymar, Thiago Silva e Marcelo.

Em 2014, no Brasil, a história se repetiu e o México amargou outra eliminação nas oitavas de final, dessa vez para a Holanda. A sexta eliminação consecutiva nesta fase.

O ano de 2015 ficou marcado pela décima conquista continental dos mexicanos. Após vitória sobre a Jamaica por 3 a 1, a seleção chegou ao seu décimo título da Concacaf.

Na Copa das Confederações de 2017, o México fez uma boa campanha. Chegou às semifinais, sendo goleado por 4 a 1 para a Alemanha, que viria a ser a campeã. Na decisão do terceiro lugar, derrota por 2 a 1 para Portugal.

Os mexicanos se classificaram para a Copa da Rússia após ficar com a primeira colocação no hexagonal final das Eliminatórias da Concacaf. A principal esperança dos mexicanos é o atacante Chicharito Hernández. O atacante de 29 anos atua no West Ham, da Inglaterra, e possui 100 jogos e 49 gols pela seleção mexicana.

Chicarito Hernández é o grande nome do México na CopaOs mexicanos devem lutar com a Suécia pela segunda vaga do grupo F. Logo na estreia, no dia 17 de junho, terão pela frente a temida Alemanha, atual campeã mundial e uma das favoritas ao título. A bola rola a partir do meio-dia, horário de Brasília.

Por Paulo Henrique Gomes

DEIXE UMA RESPOSTA