Saiba como Curitiba virou referência nacional em smart city

0
92
Saiba como Curitiba virou referência nacional em smart city. -Na imagem, o presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação, Frederico Augusto Munhoz da Rocha Lacerda. Foto:Divulgação

Até o fim da década de 1990, o conceito de “smart city” (cidade inteligente) era mais uma discussão acadêmica do que uma prática do dia a dia. Nos últimos anos, essa realidade mudou com o avanço da tecnologia e a necessidade de repensar o uso dos espaços urbanos respeitando a sustentabilidade.

Mas, afinal, o que determina se uma cidade é inteligente? Para Frederico Augusto Munhoz da Rocha Lacerda, presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação, ligada à Prefeitura da capital, as cidades inteligentes são as que conseguem se desenvolver economicamente e, ao mesmo tempo, aumentam a qualidade de vida dos habitantes ao gerar eficiência em seus serviços.

“São cidades que se tornaram mais amigáveis aos seus cidadãos, pois apostaram em um planejamento inovador com várias opções de mobilidade, com disseminação de espaços verdes e com soluções sustentáveis para o futuro, além de ações de fomento a empresas que apostam em inovação e geram emprego e renda”, observa.

Referência nacional

Frederico destaca que Curitiba é atualmente referência nacional como smart city, pois além de ser exemplo internacional em planejamento urbano e qualidade de vida, também se volta agora para a inovação em todas as áreas da administração municipal.

“Por determinação do prefeito Rafael Greca, a capital adotou desde o ano passado um novo modelo de gestão, o da cidade inteligente, capaz de responder às necessidades dos habitantes nos âmbitos de atração de empresas inovadoras, mobilidade, planejamento urbano, governança, meio ambiente, segurança, educação e saúde”, justifica o presidente da Agência Curitiba.

Segundo ele, esse novo modelo de gestão credenciou Curitiba a ser a primeira cidade brasileira a sediar o Smart City Expo 2018, dos dias 28 de fevereiro a 1º de março, no Expo Renault Barigui. Neste fórum internacional, especialistas e autoridades mundiais do setor, das cidades e dos governos vão apresentar soluções aos problemas comuns que afetam as cidades.

Sobre o vale do Pinhão

Dentro desta visão de cidade inteligente, o Vale do Pinhão será destaque no Smart City Expo. Além de mostrar a missão do ecossistema e expor o que a rede vem desenvolvendo, também serão apresentadas as iniciativas pioneiras da gestão Greca em áreas como saúde, educação, empreendedorismo, planejamento urbano e até agricultura urbana.

Idealizado pelo prefeito Rafael Greca, o Vale do Pinhão é a denominação dada ao Ecossistema de Inovação de Curitiba. O ecossistema de inovação é composto por todos e quaisquer atores cujo objetivo é o desenvolvimento de inovação, como por exemplo, universidades, aceleradoras, incubadoras, fundos de investimento, centros de pesquisa e desenvolvimento, startups, movimentos culturais e criativos e a sociedade. Além da Prefeitura de Curitiba, através da Agência Curitiba, outras instituições fomentam o ecossistema, como a Associação Comercial do Paraná (ACP), o Sebrae-PR, a Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), o sistema Fecomércio-PR, a PUCPR, a UTFPR, a UP e a UFPR.

Confira toda a programação de eventos e como se inscrever nos programas para startups no site www.valedopinhao.agenciacuritiba.com.br .

Sobre o Smart City Expo Curitiba 2018

É o evento de cidades inteligentes do Smart City Expo World Congress, chancelado pela Fira Barcelona, que ocorrerá na capital paranaense entre os dias 28 de fevereiro e 1º de março, no Expo Renault Barigui. É a primeira vez que o Smart City Expo ocorrerá em uma cidade brasileira. Foi trazido e está sendo organizado pela iCities, empresa pioneira no Brasil na temática de Cidades Inteligentes.

Mais informações e inscrições no www.smartcityexpocuritiba.com .

DEIXE UMA RESPOSTA