Curitibano empina bicicleta por 12h e bate recorde mundial

0
137
Com apoio da Prefeitura de Curitiba, o atleta Leandro Sekko quebrou o recorde mundial de wheeling. Curitiba, 10/11/2017 Foto:Guilherme Dalla Barba/SMELJ

Em um verdadeiro teste de força de vontade, resistência e muita concentração, o curitibano Leandro Sekko estabeleceu nesta quinta-feira (9/11) um novo recorde na modalidade de wheeling, esporte que consiste em ficar o máximo de tempo possível com a bicicleta empinada em apenas uma roda. Sekko completou 12h01m06s ininterruptas montado em sua bicicleta. O atleta superou o seu próprio recorde, que era de 11h12m4s.

“Esse projeto é um sonho que trago comigo desde a infância. Provei a mim mesmo que é possível e acredito que serve de exemplo para todo perceberem a importância de perseguirmos nossos sonhos”, disse Leandro Sekko.

Para conseguir estabelecer o novo recorde mundial, o atleta contou com apoio da Prefeitura de Curitiba e do Governo do Estado, que atuaram em conjunto para oferecer suporte estrutural e liberar o Ginásio do Tarumã, palco do desafio.

Com o suporte e local definidos, o atleta passou a se dedicar exclusivamente ao treinamento para o evento, que ressaltou ser fundamental para completar uma prova tão longa e que exige um grande esforço físico e mental. Foram três meses com atividades diárias de três horas com supervisão do preparador físico Carlos Tozo e do hipnoterapeuta Edson Borgezan, além de uma alimentação rígida e balanceada.

Há um mês do evento, Leandro aumentou a carga de treinos para seis horas por dia, que também passaram a ser realizadas no Ginásio do Tarumã para se acostumar com a temperatura, iluminação e piso do local.

Superação

Apaixonado por bicicleta, Leandro Sekko começou a realizar suas primeiras manobras pelas quadras e ruas da CIC e do Capão Raso. Com habilidade e talento, logo entrou para a equipe Arte & Domínio Moto Show. Em 2008 superou o seu primeiro desafio ao se tornar recordista nacional de wheeling ao empinar sua bicicleta por oito horas ininterruptas.

Em 2010, na sua primeira tentativa de quebrar o recorde mundial, realizou o evento a céu aberto e foi prejudicado pela chuva, que fez com que o freio passasse a responder de maneira inadequada. Mesmo com o revés, estava confiante que era possível trazer o recorde para o Brasil e no mesmo ano, no Centro de Esporte e Lazer (Cel) Pinheirinho, alcançou seu objetivo ao estabelecer o tempo de 11h12m4s.

** Com Prefeitura Municipal de Curitiba

DEIXE UMA RESPOSTA