Depois de 40 anos, Maria Fumaça Mallet volta a circular em Curitiba para o Natal

0
87
Foto: Divulgação - Rumo

A partir dessa sexta-feira (1), uma tradição natalina de 40 anos atrás vai voltar a circular por Curitiba e região metropolitana: a Maria Fumaça Mallet 204, que fará o trajeto com sua estrutura toda decorada com luzes de led.

A locomotiva, movida à vapor,  começará o seu trajeto no bairro Vila Oficinas (sede da empresa Rumo, que anunciou a volta da atração na última quarta-feira, 29), sempre por volta das 20 horas,e circulará em uma velocidade média de 20 quilômetros por hora.

A Maria Fumaça, que foi restaurada pela Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF) em parceria com a Rumo, é a única do clássico modelo Mallet 204 em circulação na América do Sul. Desde abril deste ano, a locomotiva esteve em Rio Negrinho, em Santa Catarina, onde realizou passeios turísticos sob a coordenação da ABPF.

 

Confira o roteiro completo da Maria Fumaça Mallet 204 em Curitiba:

Rumo – Rodoferroviária

Dia 1º (sexta-feira)

– Sede da Rumo, Vila Oficinas – saída às 20 horas

– Cajuru

– Vila Betel

– Capão da Imbuia

– Jardim Botânico

– Rodoferroviária

– Retorno  Vila Oficinas (às 21 horas)

Rumo – Cachoeira (ferrovia Curitiba-Rio Branco do Sul)

Dias 2 (sábado), 3 (domingo) e 4 (segunda-feira)

– Sede da Rumo, Vila Oficinas – saída às 17 horas

– Cajuru

– Vila Betel

– Capão da Imbuia

– Jardim Botânico

– Rodoferroviária

– Cristo Rei

– Alto da XV

– Boa Vista

– Barreirinha

– Cachoeira – início do retorno por volta das 20h

– Retorno Vila Oficinas (às 21h30)

Rumo – Pinhais

Dia 5 (terça-feira)

– Sede da Rumo, Vila Oficinas – saída no final do dia

– Vila Betel

– Cajuru

– Capão da Imbuia

– Estância Pinhais (Pinhais)

– Centro (Pinhais)

– Retorno Vila Oficinas (horário a ser confirmado)

Rumo – Piraquara

Dia 7/12 (quinta-feira)

– Sede da Rumo, Vila Oficinas – saída no final do dia

– Vila Betel

– Cajuru

– Capão da Imbuia

– Estância Pinhais (Pinhais)

– Centro (Pinhais)

– Jardim Amélia (Pinhais)

– Jardim Santa Mônica (Piraquara)

– Jardim Bela Vista (Piraquara)

– Vila Ipanema (Piraquara)

– Centro (Piraquara)

– Retorno Vila Oficinas (horário a ser confirmado).

Para admirar de longe

Embora a locomotiva tenha dois vagões livres, não será possível embarcar no passeio: segundo a assessoria de imprensa da Rumo, a empresa não tem autorização para transportar passageiros. Por isso, quem quiser  observar a Maria Fumaça e matar a saudade do tempo em que ela passeava por Curitiba deverá respeitar a distância mínima de segurança determinada.

A Rumo chama a atenção para as seguintes medidas preventivas:

– Mantenha distância segura da linha férrea (antes, durante e após a passagem do trem) e de qualquer área ferroviária. Jamais permaneça sobre os trilhos nem à margem da ferrovia;

– Somente tire fotos ou capte imagens de fora da faixa de domínio da ferrovia, que abrange as margens das linhas férreas e os pátios ferroviários;

– Nunca suba em locomotivas ou trens de carga, estejam eles em movimento ou mesmo parados;

– Nas passagens em nível, observe com atenção a sinalização visual e sonora. Espere a passagem completa do trem antes de uma aproximação;

– Ao ouvir o apito do trem, fique atento, pois este é o sinal de que ele está se aproximando;

– Os trens têm sempre a preferência nas passagens em nível. Como são pesados, mesmo circulando em baixa velocidade, não podem ser parados repentinamente. Não parar antes de cruzar uma passagem em nível é infração de trânsito sujeita à multa;

– Nunca estacione perto da linha férrea.

 

** Com Gazeta do Povo

DEIXE UMA RESPOSTA