Artesãos finalizam produtos para a Feira Especial de Inverno

0
27
Artesãos finalizam produtos para a Feira Especial de Inverno. Foto: Luiz Costa/SMCS(arquivo)

Na próxima quarta-feira (14/6), começa a Feira Especial de Inverno, que vai trazer mais calor ao Centro de Curitiba. A feira acontece nas praças Osório e Santos Andrade, até 14 de julho. O horário de funcionamento é de segunda-feira a sábado, das 10h às 20h, e aos domingos, das 14h às 18h.

Quem quiser fazer um lanche pode visitar as barracas de alimentação – serão 25 na Osório e seis na Santos Andrade. Além disso, entidades beneficentes vão administrar cinco barracas para a venda de pinhão e do quentão. O artesanato, no entanto, é o maior destaque da feira.

Para amenizar as baixas temperaturas do inverno, o casal Eloíza e Wilson Dercoski, oferece as bolsas térmicas de sementes. “A Feira de Inverno é a nossa preferida, quando mais vendemos”, conta Eloíza. As bolsas podem ser aquecidas no micro-ondas para compressas de efeito terapêutico ou somente para o conforto de quem usa. Participando das feiras da cidade há sete anos, os artesãos antecipam uma novidade para essa edição. “Este ano estamos lançando a sapatilha, que pode ser aquecida e vestida, evitando os pés gelados.”

As bolsas são recheadas com sementes de linhaça e ervas aromáticas: a camomila é calmante e boa para dores nas articulações, a erva-doce também é relaxante é ótima para cólicas, o alecrim tem efeito anti-inflamatório e antidepressivo, a hortelã tem efeito descongestionante e o eucalipto, antialérgico. “Fomos desenvolvendo nossos produtos ao longo dos anos de acordo com a demanda dos clientes e de profissionais da saúde”, diz Eloíza. Os preços variam de R$ 25 a R$ 60.

Outra opção ótima para época são as roupas de festa junina. A costureira Maria de Lourdes Wizenffat Aguiar trabalha há 15 anos nas feiras especiais, sempre com roupas temáticas, alusivas à Páscoa, ao Natal e às festas de São João. “Temos desde os retalhos para adornar as fantasiar até bonecos de festa junina, mas nosso carro-chefe são os vestidos para adultos”, explica Maria. A costureira conta com a ajuda família para sua produção, que acontece no ateliê montado nos fundos de sua casa, no bairro Xaxim.

Os chapéus de palha e os vestidos se misturam às pequenas lembrancinhas da época. Este ano, lembra Maria, a novidade será um vestido especial com colete, saia rodada e mangas curtas. “Tem pessoas de várias regiões que procuram nossos vestidos, então desenvolvemos um produto que pode servir tanto para o calor quanto para o frio”, explica.

Ao todo serão 70 barracas, sendo 11 na Santos Andrade e 69 na Osório. Além da alimentação e das barracas beneficentes, são 22 barracas de artesanato e quatro de artesanato culinário. A feira também terá duas oficinas de artesanato.

(Com Prefeitura de Curitiba)

DEIXE UMA RESPOSTA